Andreense Danilo Gentili é condenado a prisão por injúria contra deputada Maria do Rosário

Envie para um(a) amigo(a) Imprimir Comentar A- A A+

Compartilhe:

dgabc.com.br

O apresentador nascido em Santo André Danilo Gentili foi condenado pela 5ª Vara Federal Criminal de São Paulo, em nome da juiza Maria Isabel do Prado, a seis meses e 28 dias de prisão, inicialmente em regime semiaberto, pelo crime de injúria contra a deputada federal Maria do Rosário Nunes (PT-RS).

"Verifico que o humorista e apresentador dolosamente injuriou através da internet a deputada federal, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro, atribuindo-lhe a alcunha de "puta", escreveu a magistrada na sentença.

O caso aconteceu em 2016, quando Gentili postou mensagens para a política com os termos "nojenta", "falsa" e "cínica". Um ano depois, rasgou e esfregou notificação extrajudicial do processo movido por Maria nas partes íntimas e destacou a palavra "puta".

Nesta quarta-feira (10), após saber a notícia, Danilo ironizou no Twitter com a frase: "Quem vai me levar cigarros?" Ele poderá recorrer da sentença em liberdade. Já a deputada comemorou: "Esta é uma vitória da democracia e da justiça." O termo #GentiliLivre é um dos tópicos mais vistos na rede social.




Diário do Grande ABC. Copyright © 1991- 2019. Todos os direitos reservados