É hora de festa em Ribeirão Pires

Envie para um(a) amigo(a) Imprimir Comentar A- A A+

Compartilhe:

Vinícius Castelli

 Nomes já consagrados da música, de diversas linguagens, se encontram com outros, iniciantes. Tudo isso poderá ser apreciado no mesmo palco, montado no Complexo Ayrton Senna (Av. Prefeito Valdírio Prisco, 193), em Ribeirão Pires, no Festival do Chocolate, que chega a partir de hoje, às 18h, à sua 11ª edição.

Além da música, tem o principal: o chocolate, entre outras atrações. No total serão seis dias de programação: hoje, amanhã, domingo, e nos dias e 4, 5 e 6. Entre os artistas que abrem o evento está o grupo de pagode Inimigos da HP, que foca no último trabalho, Revivendo Emoções. O conjunto se apresenta às 21h.

Tocam ainda hoje Siderais e a banda Pallas, de Rio Grande da Serra. Formado em 2012, o grupo que representa a região foca em releituras de nomes como Pink Floyd e Legião Urbana, mas aproveita a grande oportunidade para mostrar, com exclusividade, trabalho autoral. “É muito importante participar de um evento desse porte”, afirma Diego Barbosa, contrabaixista do quarteto formado ainda por Wesley Barbosa (voz), Jair Junior (guitarra) e Rafael Ferreira (bateria).

Amanhã a programação começa a partir das 11h com Luana Giampietro. A veterana Ultraje a Rigor volta à região munida de discos como Nós Vamos Invadir Sua Praia e Sexo. Formada por Roger Moreira (voz e guitarra), Mingau (contrabaixo), Bacalhau (bateria) e Marcos Kleine (guitarra), a banda fecha a noite a partir das 21h.

Roger garante repertório com hits, covers, improvisos e diversão. Ele conta ainda que o grupo atende a pedidos. “Às vezes não lembramos direito como era a música. Mas não importa, tentamos mesmo assim”, diz. Além dele próprio, Roger brinca que não podem faltar no show cerca de 20 músicas. Para descobrir quais são, só na hora. “Tocamos muito em Santo André e São Bernardo. No (Clube>) Aramaçan era direto. Bem no começo de nossa carreira o público destruiu algumas cadeiras do Teatro Municipal de Santo André. Nosso som não era de se ver sentado”, relembra.

Domingo, entre a MPB de Paloma Bastos e o forró de Mandagoró, está o rock do Titãs. O grupo hoje formado por Branco Mello (voz e contrabaixo), Sergio Britto (voz,teclado e contrabaixo), Tony Bellotto (guitarra), Mario Fabre (bateria) e Beto Lee (guitarra), aposta em sucessos e alguns ‘lados B’, como a faixa 32 Dentes. Segundo Britto, eles aproveitam para mostrar temas inéditos que farão parte de uma ópera rock. “É sempre um prazer tocar aí, estamos acostumados com grandes plateias e a do Grande ABC sempre foi especialmente roqueira. Tenho certeza que será uma noite inesquecível”, diz.

Segundo Marcelo Menato, secretário de Turismo e Desenvolvimento Econômico de Ribeirão Pires, o evento nasceu “com a missão de abrir agendas de festejos com potencial para trazer turistas ao município e, dessa forma, contribuir para a divulgação dos atrativos do turismo local”. No total, o Paço espera receber nos seis dias cerca de 150 mil pessoas.

Outro nome veterano que ilustra o cast é o Ira! de Nasi (voz) e Edgard Scandurra (guitarra), que toca dia 5, às 21h. Temas como Tarde Vazia, Envelheço na Cidade, Dias de Luta e Eu Quero Sempre Mais não devem ficar de fora do espetáculo.

E por falar em Ira!, o artista da região, da banda Pallas, não deixa de mencionar a importância, para ele, de tocar com grandes nomes da música e viver essa experiência. “É inexplicável. Cresci ouvindo com meus pais a música do Ira!, é uma influência”, afirma.

Aliás, para quem perder o show de Nasi e Scandurra, ou quiser repeteco na sequência, o cantor avisa: “Dia 5 terão duas oportunidades na mesma noite de ver o show da banda. Um será em praça pública, em Ribeirão Pires (no festival), e depois, por volta das 2h (madrugada), no Kazebre Rock Bar, em São Paulo.”

O universo sertanejo também está representado com nomes como Rio Negro & Solimões, que soma quase 30 anos de estrada e toca dia 4, às 21h. A dupla Guilherme & Santiago, que fecha o festival no dia 6, foca em divulgar sua nova canção, Casa Amarela. O evento terá ainda área gastronômica e exposições. A criançada contará com atrações como o personagem Bob Zoom, que sobe ao palco no último dia, às 11h.

A entrada para o evento é grátis. Para quem quiser assistir aos shows, o ingresso é um quilo de alimento não perecível (exceto sal e açúcar), que deve ser retirado em postos cadastrados (www.ribeiraopires.sp.gov.br). Tudo o que for arrecadado será doado ao Fundo Municipal de Solidariedade.




Diário do Grande ABC. Copyright © 1991- 2018. Todos os direitos reservados