Da região para a Espanha

Envie para um(a) amigo(a) Imprimir Comentar A- A A+

Compartilhe:

Vinícius Castelli<br>Do Diário do Grande ABC

Na corrida contra o relógio e em busca de realizar, além de grande sonho, algo de extrema importância para seu currículo, a Cia Canta Circo & Teatro, de São Caetano, usa de sua arte para arrecadar fundos para participar de importante evento. A trupe foi selecionada com o espetáculo ShakesPirando para se apresentar dia 14 de julho no 40º Festival Internacional de Teatro Clásico de Almagro, na Espanha, um dos mais tradicionais da Europa e que chega à sua 40ª edição.
O espetáculo foi contemplado na categoria barroco infantil, junto de mais cinco, no meio de 75 propostas de 11 países e dez comunidades autônomas da Espanha.
No total serão 25 dias de evento, de 6 a 30 de julho, com 50 companhias de 13 países e que reunirão mais de 100 apresentações. Para estar lá, o grupo da região, que trabalha de forma independente, precisa levantar fundos e, para isso, fará algumas ações. Entre elas está uma apresentação domingo, em São Caetano, no Teatro Santos Dumont (Av. Goiás, 1.111), às 16h. As entradas custam R$ 15 e R$ 30.
Adryela Rodrigues, produtora do espetáculo, que também é assinado pelo diretor Erike Busoni, da Cia da Matilde, conta que é um grande desejo participar do evento europeu. “Com certeza vamos trazer na bagagem muito conhecimento, contatos, além da experiência de participar de evento desse porte, com companhias de tantos países e culturas diferentes”, explica.
O festival arca com despesas como alimentação, hospedagem e transporte na Espanha, além do suporte técnico no evento. Mas não paga as passagens aéreas. Aliás, por isso, tiveram de negar convite feito para temporada de um mês em Madri. “Faríamos apresentações de sexta, sábado e domingo durante o mês de julho. Porém, como não estávamos ainda com as passagens e a incerteza de um apoio financeiro, decidimos declinar dessa proposta”, explica ela. A equipe espera conseguir algo em torno de R$ 16 mil para custear as passagens aéreas e seguros viagem. “Procuramos algumas empresas, inclusive, mas ainda não conseguimos esse apoio”, diz Adryela, que segue esperançosa.
Além da apresentação de domingo, há uma vaquinha virtual. É possível contribuir com qualquer valor por meio do site www.vakinha.com.br/vaquinha/shakespirando-na-espanha. Haverá também almoço cultural, em São Caetano, no Universo Cultural da Matilde (Rua Senador Vergueiro, 55), com intervenções artísticas. A entrada é R$ 35. Dia 25, a companhia sobe ao palco do Espaço Cia da Revista (Alameda Nothmann, 1.135), em São Paulo. As entradas custam R$ 20 e R$ 40.
No palco os atores Weslei Soares e João Rocha encarnam os palhaços Cuíca e Batatinha, que encontram um livro e, a partir daí, contam um pouco da história e do legado de William Shakespeare.
Weslei Soares explica que quando estudaram o autor, foram entendendo que sua obra como um todo não era tão distante como parece hoje. Para ele, quando se fala de Shakespeare, muita gente já pensa em textos completamente eruditos, horas e horas de peça e coisas do tipo.
“Entendemos que ele foi muito popular em sua época, mais do que imaginamos. Suas peças eram encenadas em praças públicas e tinham uma linguagem que chegava a todos, e essas mesmas peças eram encenadas nos castelos. O que fazemos em ShakesPirando é resgatar essa linguagem popular que ele tem na visão de dois palhaços, que por si só já é extremamente popular”, explica. 




Diário do Grande ABC. Copyright © 1991- 2018. Todos os direitos reservados