Fotografias promovem olhar dos povos Collas, do Chile e Argentina

Envie para um(a) amigo(a) Imprimir Comentar A- A A+

Compartilhe:

Vinícius Castelli

Em 2016 Arthur Fernandes fez as malas e partiu rumo ao Chile e à Argentina com suas lentes e máquina fotográfica na mão. O resultado da aventura pode ser conferido a partir de sábado na exposição Collas: Retratos de Uma Cultura, que fica em cartaz no Atrium Shopping (Rua Giovanni Batistta Pirelli, 155) até dia 30. A visitação é gratuita.
 
O fotógrafo de São Bernardo viajou por dois meses e percorreu 13 mil quilômetros no Noroeste da Argentina e Norte do Chile. No total, clicou 5.000 imagens do povo Collas – que fazia parte dos incas –, de onde recortou 32 para a exposição.
A ideia surgiu quando morou na Argentina, há cinco anos. “Todo mundo falava da cultura e do povo do Noroeste do país. Fui me interessando. Já tinha visitado o Peru e sabia da cultura Inca”, diz ele, que viajou de carro e bancou toda a viagem do próprio bolso.
 
Além de registrar paisagens da região desértica dos Andes e também das úmidas florestas da baixa cordilheira, o fotógrafo conviveu com os povos nativos da cultura Collas.
 

“Essas pessoas passaram por muita coisa. É um povo marginalizado, que não consegue trabalho. È uma região fria e eles têm casas simples. Eles sofrem, mas ao mesmo tempo são felizes e muito humildes. Fui muito bem recebido”, explica. Além das fotos, a exposição conta com vídeos e áudios com entrevistas. 




Diário do Grande ABC. Copyright © 1991- 2018. Todos os direitos reservados