‘Frida y Diego’ se despede dos palcos

Envie para um(a) amigo(a) Imprimir Comentar A- A A+

Compartilhe:

Vanessa Soares Oliveira

Após longas temporadas Brasil afora, o espetáculo Frida y Diego se despede dos palcos no Sesc Santo André, onde será apresentado de hoje até domingo. Os ingressos custam R$ 15 e R$ 30 e estão à venda na bilheteria do local.
 
 
Baseado em fatos reais, o texto de Maria Adelaide Amaral retrata o conturbado relacionamento da artista plástica mexicana Frida Kahlo (1907-1954) – vivida pela atriz Leona Cavalli – com o pintor Diego Rivera (1886-1957), vivido por José Rubens Chachá, e o legado que deixaram na história da arte.
 
Em conversa com o Diário, Leona afirma que é um privilégio dar vida a um personagem que deixou legado tão grande. “Ela foi única não só na arte, mas também nas atitudes, na moda. E ao mesmo tempo é um desafio, porque as pessoas amam a Frida e vão com expectativa grande.”
 
A trama narra o reencontro dos artistas após separação traumática e mostra uma fase conturbada na vida de Frida. Em um período em que já estava bem doente e sentia muitas dores, voltou a morar com Diego em casas vizinhas ligadas por corredor, onde viveram até a morte da artista. “Frida era muito intensa e o maior desafio foi resumir tudo em uma hora e meia de espetáculo. O texto da Maria Adelaide é maravilhoso e conseguimos fazer um bom painel”, opina a artista.
 
A direção é de Eduardo Figueiredo. Além dos atores, dois músicos compõem o elenco e tocam ao vivo a trilha sonora que embala a trama.
Para quem ainda não teve a chance de ver o espetáculo, que já alcançou 150 mil espectadores, esta é a última temporada dele em cartaz. “Tenho um carinho muito grande por Santo André. Sou gaúcha e quando cheguei em São Paulo me apresentei pela primeira vez na cidade. Considero que foi a minha estreia e estou muito feliz de terminar esta temporada tão especial e de tanto sucesso aí”, finaliza.
 
VIDA REAL

Frida Kahlo é considerada por muitos uma artista única. Apesar de sua vida curta – morreu aos 47 anos – deixou obras que influenciam o mundo das artes até hoje. Casou-se com Diego em 1929, ela com 22 anos e ele, 43. Viveram relação conturbada, tanto pelos casos extraconjugais de ambos quanto por suas personalidades fortes e convicções artísticas e políticas.
 

Frida y Diego – Teatro – No Sesc Santo André
Rua Tamarutaca, 302.  - Hoje, às 21h, amanhã, às 20h. e domingo, às 19h.
Ingressos: R$ 15 e R$ 30. 




Diário do Grande ABC. Copyright © 1991- 2018. Todos os direitos reservados