Ed Sheeran se basta no palco e faz bonito durante show na Capital

Envie para um(a) amigo(a) Imprimir Comentar A- A A+

Compartilhe:

Vinícius Castelli<br>Do Diário do Grande ABC

 Crianças acompanhadas dos pais, casais apaixonados, turmas de adolescentes e adultos lotaram o Allianz Parque, em São Paulo, no domingo, para ver o cantor, violonista e compositor britânico Ed Sheeran. Diante de 40 mil pessoas, o artista pop apresentou a turnê Divide.
Querido pela qualidade de seu trabalho, Ed Sheeran é artista que passa longe do apelo visual. E deixou claro seu talento no palco paulistano. Simples, com sorriso estampado no rosto ao longo de pouco mais de uma hora e meia de show, o cantor de 26 anos não precisou de muito, apenas de um punhado de músicas – cantadas em uníssono –, para encantar o público presente.
Telões enormes ajudaram a dar ainda mais brilho ao espetáculo, que teve apenas Ed Sheeran no palco. Com violão nas mãos, ele usou pedais para gravar, na hora, ao vivo, todos os recursos que precisou para cada uma das composições. Batidas de e no violão, harmonias, vozes. Tudo na hora, com liberdade para criar. O resultado: parecia ter uma banda toda ao seu redor.
Ed Sheeran entoou canções como a nova Galway Girl, Happier e Shape of You, também de Divide, seu terceiro título, mostraram força ao vivo. Afinado e carismático, o artista pediu para que todos fizessem de conta que o domingo era sexta-feira e que cantassem alto. Das que já são clássicas ele pincelou músicas como I See Fire, Bloodstream e a belíssima Thinking Out Loud, único momento em que troca o violão pela guitarra. De dar gosto.




Diário do Grande ABC. Copyright © 1991- 2018. Todos os direitos reservados