‘Guernica’ começou a ser feito há 80 anos

Envie para um(a) amigo(a) Imprimir Comentar A- A A+

Compartilhe:

Miriam Gimenes

Um dos quadros mais importantes da história da humanidade, Guernica, de Pablo Picasso, começou a ser pintado há exatamente oito décadas. Durante os meses de abril e junho de 1937, o pintor espanhol se dedicou de corpo e alma ao painel – hoje exposto no Museu Reina Sofia, em Madri – no qual quis protestar contra o fascismo e a barbárie durante a Guerra Civil Espanhola.

E, a fim de mostrar o que se passou na cabeça do artista durante a elaboração desta obra, acaba de ser lançado o livro Picasso e o Guernica (Alain Serres, Edições SM, R$ 41, em média). O livro mostra a criação de uma das telas mais ilustres de Picasso, além de contextualizar a vida e a obra deste ícone. Voltado para leitores a partir de 10 anos, o texto apresenta os sucessivos estudos e esboços e os vários estágios da obra fotografados pela amiga Dora Maar até a concepção final da tela, de quase oito metros de comprimento, que é reproduzida em um folder interno. Para completar, discussões em torno da violência e a promoção da cultura pela paz, temas sempre urgentes, são recontextualizados nessa obra de modo original.




Diário do Grande ABC. Copyright © 1991- 2018. Todos os direitos reservados