Sucesso de crítica, ‘Fragmentado’ chega às telonas amanhã

Envie para um(a) amigo(a) Imprimir Comentar A- A A+

Compartilhe:

Vanessa Soares Oliveira

 Um velho e bom filme de suspense que faz o espectador arregalar os olhos, suar frio e roer as unhas, vez ou outra, vai bem. Quando, além de toda expectativa, a história vem acompanhada por um roteiro consistente, melhor ainda. É o caso de Fragmentado, novo longa-metragem de M. Night Shyamalan (O Sexto Sentido, Corpo Fechado), que chega amanhã aos cinemas.

Na trama, Kevin é portador de TDI (Transtorno Dissociativo de Identidade), desenvolvido após sofrer o trauma de ter sido abusado na infância. Ele possui 23 personalidades completamente diferentes, que se manifestam aleatoriamente. Embora sua psicóloga – Dra. Fletcher – conheça bem seu quadro clínico, existe uma 24ª personalidade misteriosa e submersa, que está programada para surgir e dominar todas as outras. Obrigado a sequestrar três garotas, entre elas Casey Cooke, Kevin se vê diante de uma verdadeira guerra de sobrevivência contra as forças que moram dentro dele.

Com plena maestria o filme prende a atenção do espectador do início ao fim. Em algumas cenas é quase possível ouvir o pulsar do coração, mergulhar na história e se sentir completamente apreensivo. O desfecho que se pinta cena após cena é inevitável.

O ator James McAvoy dá show de interpretação ao dar vida a todas essas personalidades a ponto de, com uma simples expressão facial, ser possível distinguir qual dos 23 personagens está em evidência. Além do protagonista, os destaques são Betty Buckley, psicóloga que tenta manter seu paciente sob controle, e Anya Taylor-Joy, que dá vida à jovem Casey Cooke.

Sucesso de crítica, há quem diga que o longa recoloca Shyamalan de volta ao primeiro time de diretores de Hollywood. Com orçamento modesto, de US$ 9 milhões, a produção arrecadou até agora cerca de US$ 250 milhões. Nos Estados Unidos, onde estreou em 20 de janeiro, dominou a bilheteria por três semanas consecutivas. Esta é a segunda vez que o diretor chega ao topo nas vendas. A primeira foi com O Sexto Sentido (1999).




Diário do Grande ABC. Copyright © 1991- 2017. Todos os direitos reservados