Teatro para pensar

Envie para um(a) amigo(a) Imprimir Comentar A- A A+

Compartilhe:

Marcela Munhoz <br> Vinícius Castelli

O incômodo no cotidiano, seja lá qual for. Esse é sempre o ponto de partida para qualquer trabalho realizado pelo coletivo de Ribeirão Pires Pequeno Teatro de Torneado. O espetáculo Do Ensaio Para O Baile, que será apresentado no palco do teatro do Sesc Santo André, às sextas, às 20h, e aos domingos, a partir das 19h, é prova disso. A peça estreia hoje e segue em cartaz até 9 de abril. As entradas custam de R$ 6 a R$ 20 e podem ser compradas nas bilheterias e pelo site www.sescsp.org.br

O grupo toca em tema que tem sido muito questionado nos últimos tempos: a Educação e sua precarização. O texto que toma conta do palco se passa em uma escola paulistana nos anos 1990 e tem como sugestão discutir as transformações no sistema educacional do País até os dias atuais. A inserção do sistema de cotas raciais e da criação das escolas técnicas está na lista. As ocupações nas escolas estaduais feitas em 2015 não ficam de fora.

"A Educação tem incomodado nosso dia a dia. As organizações pedagógicas perturbam e, portanto, merecem ser perturbadas. As verdades construídas durante nossas trajetórias escolares constroem estigmas para nossos projetos de vida. É muito ensaio para pouca estreia. É muito conteúdo para pouca experiência. É muita expectativa para tão poucas oportunidades reais”, diz William Costa Lima, que assina a dramaturgia e direção.

Os caminhos dos personagens são construídos a partir de pequenas fábulas, que terminam na importância que as pessoas dão para o baile de formatura da escola, momento que encerra a relação dos alunos com a instituição.O dramaturgo acredita que a arte serve também para levantar questões importantes e promover a discussão. Para ele, o teatro é um dos poucos espaços que restam para encontrarmos o outro e pensar formas de desatar angústias. “Queremos que, em meio a tantas desilusões e ditaduras cotidianas, as pessoas reflitam seus processos singulares de formação para além dos muros da escola”, afirma.

A maioria do coletivo está, de alguma forma, relacionada com Educação. Além de artistas, são educadores. “Ocupamos escolas artisticamente durante nossa trajetória e hoje coordenamos um projeto de uma escola democrática de formação em teatro: a Escola Atemporal de Artes. O tema da Educação e o espaço da escola foram, são e serão atmosferas que nos ligam ao mundo real”, explica.

>Do Ensaio Para O Baile – Teatro. No Sesc Santo André – Rua Tamarutaca, 302. Tel.: 4469-1200. Sextas, às 20h, e domingos, a partir das 19h. De hoje ao dia 9 de abril. Ingressos: R$ 6 a R$ 20 (www.sescsp.org.br).




Diário do Grande ABC. Copyright © 1991- 2017. Todos os direitos reservados