Traz uma lembrancinha?

Envie para um(a) amigo(a) Imprimir Comentar A- A A+

Compartilhe:

Karine Manchini

Não adianta. Tem gente que não consegue se controlar quando o assunto é compras em viagens. Mesmo quem não tem cacife para bancar malas lotadas de objetos caros faz questão de trazer, ao menos, uma lembrancinha. Os souvernirs fazem parte da memória de viagem, mas tem quem acaba esquecendo de comprar. Pensando nisso, dois amigos de São Paulo decidiram montar um negócio que pudesse disponibilizar as tais lembrancinhas sem nem a pessoa precisar sair de casa.

André Pimenta e Ana Becker costumavam trazer presentes de suas viagens. Após volta ao mundo em 2012, tiveram a ideia da empresa. “Fomos para a China e, durante um passeio de trem, comecei a pensar nos pedidos que as pessoas faziam, coisas para vender ou presentear”, conta Pimenta.

Em 2013, nasceu o Veio na Mala. O nome faz referência a tudo que se traz dentro da bagagem após um passeio e tem a função de oferecer produtos que tenham características de diversos lugares. Inicialmente, a dupla trouxe mercadorias de fora e, após formalizar a empresa, priorizou produtos nacionais. Hoje, dos 55 fornecedores, apenas cinco são de fora. Além de produzir à mão alguns de seus objetos, como carimbos, considerados os xodós. “Tudo é feito com valor sentimental, cada carimbo nós colocamos um laço diferente na embalagem para dizer que eles têm características próprias”, explica o design.

Com uma loja virtual (www.veionamala.com), a empresa faz sucesso nas redes sociais e, ano passado, aumentou a demanda. Agora, os donos têm o sonho de criar a primeira loja física da marca.




Diário do Grande ABC. Copyright © 1991- 2017. Todos os direitos reservados