Na estrada em busca de vingança

Envie para um(a) amigo(a) Imprimir Comentar A- A A+

Compartilhe:

Karine Manchini

 Maradona ou Pelé? Brasil ou Argentina? Usando a rivalidade clássica entre os países vizinhos, a comédia La Vingança procura ressaltar o valor da amizade e mostrar que, mesmo com as diferenças, podemos levar a vida ‘numa boa’. O filme, dirigido por Fernando Fraiha, estreia na quinta-feira.

A história conta o drama de Caco, papel de Felipe Rocha. Ele é traído pela noiva Júlia (Leandra Leal), justamente com um argentino. Após o golpe, Vadão (Daniel Furlan), melhor amigo de Caco, resolve levá-lo para uma aventura em terras portenhas para se vingar. A proposta é ter relacionamentos com o maior número de hermanas possível.

O filme é engraçado na maior parte do tempo, mas deixa claro o sofrimento do personagem traído. Levando o espectador discretamente para temas como machismo, amadurecimento tardio e relacionamentos descartáveis, o longa chega a causar choque cultural. O roteiro tem falas em português, espanhol e portunhol.

“A premissa de dois amigos que vão para a Argentina se vingar é ponto de partida divertido, mas não é de chegada interessante. A partir dessa ideia nós pensamos no machismo, que anda sendo bastante questionado. É filme de crítica e autocrítica”, explica o diretor Fernando Fraiha.

A dupla de atores, que já trabalhou junta, mostra bela química. Eles também colaboraram com o roteiro do filme. “Tanto eu quanto o Daniel escrevemos. Uma das coisas mais legais dos diretores foi essa disponibilidade para que cada colaborador oferecesse o que estivesse disposto”, explica Felipe Rocha.

Os protagonistas têm tanta sintonia que dá a impressão de que nem as falas do roteiro seguem. “Fizemos pré-produção bem legal e ficamos lendo bastante o roteiro, mudando algumas coisas. Muitas pessoas perguntam se tem algum improviso, mas os improvisos ficaram todos na pré. Esse foi a grande vantagem da obra” , finaliza Daniel Furlan.




Diário do Grande ABC. Copyright © 1991- 2017. Todos os direitos reservados