‘Anastasia’ abre temporada 2017 do Royal Ballet

Envie para um(a) amigo(a) Imprimir Comentar A- A A+

Compartilhe:

Miriam Gimenes

 O espetáculo Anastasia, baseado na história real da grã-duquesa russa perdida, terá apresentação única amanhã, às 20h, no Cinemark São Caetano. A produção, filmada em Londres, abre a temporada do Royal Ballet nos cinemas.

Uma das primeiras criações de Kenneth MacMillan ao se tornar diretor do The Royal Ballet, em 1970, o espetáculo apresenta um dos grandes mistérios do século 20, revelado apenas recentemente. No auge da Revolução Russa, a família real foi executada, mas depois uma jovem mulher apareceu – aparentemente uma princesa real sobrevivente, a grã-duquesa Anastasia.

Conhecida como Anna Anderson, ela não conseguia lembrar-se de seu passado e presumia-se que fosse uma impostora. Muitos queriam esquecer o massacre e a revolução; muitos acreditavam, ou esperavam, que uma princesa pudesse ter sobrevivido.

Em sua primeira apresentação pelo The Royal Ballet em mais de uma década, a exibição de Anastasia no cinema conta com admirável elenco de dançarinos. A estrela russa Natalia Osipova assume o papel principal e o bailarino brasileiro Thiago Soares encarna o sinistro Rasputin. Completa o corpo de bailarinos Marianela Nuñez (Matilda Kschessinksa), Federico Bonelli (Seu Parceiro) e Edward Watson (O Marido).

Além de >Anastasia, a temporada do Royal Opera House no Brasil em 2017 terá ainda nova produção de A Bela Adormecida, o primeiro balé da companhia no palco do Covent Garden, em 1946; a estreia altamente esperada de Jonas Kaufmann na ópera Otello, de Verdi, regida por Antonio Pappano; e o primeiro relançamento da ópera Il Trovatore, de Verdi; além da ópera Madama Butterfly, de Puccini, também regida por Antonio Pappano.




Diário do Grande ABC. Copyright © 1991- 2017. Todos os direitos reservados