Oscar por ele mesmo

Envie para um(a) amigo(a) Imprimir Comentar A- A A+

Compartilhe:

Marcela Munhoz

Quem viu, garante que riu até doer a barriga. E tem quem não se contentou em assistir apenas uma única vez. Foi de novo, levou a mãe, o filho, a sogra. Putz Grill..., o stand up de Oscar Filho, nunca deixou de ser opção para quem curte comédia. A produção está em cartaz há nove anos e já recebeu mais de 1 milhão de espectadores em 115 cidades visitadas. Pelo menos é o que diz o release. Brincadeiras à parte, e para quem quiser comprar, o humorista traz o espetáculo, a mala e a cuia ao Teatro Municipal de Santo André no sábado. O show está marcado para começar às 21h.

Ao Diário, Oscar atribui a longa vida do stand up à maneira como foi pensado. “Tento tratar o show como se fosse peça de teatro mesmo. Tem uma espinha dorsal, deixei bem universal e uso uns 15% de improviso. Não mudo muito, porque as pessoas fazem questão de voltar para ver e rir de novo”, conta. Durante o bate-papo com a plateia, ele usa toda a sua ‘malemolência’ de ator, faz piada sobre situações do cotidiano e, principalmente, sobre coisas que ele mesmo passou. “Tento ser eu o máximo possível. São histórias que passei, profissionalmente, nos relacionamentos. Falo o quanto já me ferrei na vida.”

Ainda de acordo com o ‘dono do show’, o texto de Putz Grill... é totalmente original e 100% dele. “Realmente adoro fazer esse stand e acho que isso faz toda a diferença.” Oscar Filho concorda que mudou muito durante os últimos nove anos e, por isso, até pensa em aposentar o espetáculo logo. “Comecei com ele quando entrei no CQC. E desde que sai do programa (em 2014), já mudou muita coisa mesmo na minha vida”. Como próximo projeto, o humorista pretende fazer um monólogo.

Enquanto isso, vai tocando apresentações corporativas, empresariais, e faz parte do elenco do programa Xilindró, do canal pago Multishow – que está em sua segunda temporada. Oscar também está entusiasmado com a volta à cadeira de diretor de teatro. Ele acaba de estrear com a peça O Namorado da Minha Namorada, monólogo de Rodrigo Fernandes em cartaz no Teatro Banco Honda Hall (Rua Júlio Diniz, 176), em São Paulo, até dia 31. “Desde que me formei como ator desejo também dirigir. É bacana observar o trabalho dos colegas de outro ângulo, a gente cresce como profissional”, conclui.

>Oscar Filho em Putz Grill – Stand up. Sábado, dia 11, a partir das 21h. No Teatro Municipal – Praça 4º Centenário, em Santo André. Ingressos: R$ 30 e R$ 60, com vendas no bilheteriaexpress.com. Mais informações: 4433-0786.




Diário do Grande ABC. Copyright © 1991- 2017. Todos os direitos reservados