Gentil com as telas que pinta

Envie para um(a) amigo(a) Imprimir Comentar A- A A+

Compartilhe:

Karine Manchini

 Nascido em São Caetano e morador de Santo André, o artista plástico Carmelo Gentil, 61 anos, é apaixonado pela pintura há muitos anos: mais de 40 para ser exato. Ele usa a arte para se distrair e para ganhar a vida. Além disso, gosta de ensinar as técnicas que aprendeu lecionando na Associação Paulista de Belas Artes e em seu próprio ateliê.

Gentil começou sua carreira fazendo aulas com Marcos Gali e Euclides Rios, que o influenciaram e o inspiraram a criar seu próprio estilo artístico. Com orgulho de seus trabalhos, o pintor – que no início da profissão gostava de exaltar o estilo surrealista –, hoje em dia aposta nos traços com características mais impressionistas.

Gentil já fez diversas exposições em São Paulo e no Grande ABC, mas sempre desejou conseguir mais visibilidade ao seu trabalho. “Às vezes, acho que sou mais conhecido em São Paulo e no Interior do que aqui, na minha própria região. Isso é falta da gente mesmo falar do nosso trabalho e de divulgação também”, analisa.

Pai de três filhos – sendo que nenhum optou pela arte – o são-caetanense nunca teve dúvidas de seguir o caminho da pintura. Apaixonado, ele conta muito com a mulher, que o apoia há 30 anos. “Cristina me acompanha há muito tempo. Dormimos falando de pintura e acordamos falando sobre o mesmo assunto, é nossa paixão”.

Por meio do seu ofício, Gentil construiu sua própria casa em Santo André e tem um ateliê organizado nos fundos do terreno. Quem visita o espaço percebe o cuidado e o amor que o artista plástico tem com o seu trabalho, além de inúmeras telas coloridas de diversos temas, algumas telas exibem seu autoretrato. “Perdi a noção de quantos quadros já pintei, mas acredito que foram quase 5.000”, conta Gentil, que leva cerca de duas horas para terminar uma tela pequena e uma semana para fazer uma grande.

AULAS
Quem quiser aprender sobre as técnicas usadas por Carmelo Gentil, pode fazer aulas na Associação Paulista de Belas Artes, as terças-feiras, durante todo o dia. O pintor também está abrindo turmas para ministrar em seu ateliê no Grande ABC aos sábados de manhã e à tarde. O custo fica em torno de R$ 250 por mês. Mais informações no www.cgentil.com.br.




Diário do Grande ABC. Copyright © 1991- 2017. Todos os direitos reservados