Neuroses são expostas em peça na Capital

Envie para um(a) amigo(a) Imprimir Comentar A- A A+

Compartilhe:

Miriam Gimenes

 A fim de controlar seus desejos e neuroses, e de retratar tudo o que vê à sua volta, Regiana Antonini (autora também de Doidas e Santas, Amadas, Tô Grávida, Chá Das Cinco) escreveu o texto de Neura, que acaba de estrear no Teatro Gazeta, em São Paulo.

A autora entendeu que, por viver numa cidade grande, o seu ritmo de vida estava cada vez mais acelerado e, ao abrir seu foco, observou que a maioria das pessoas também está assim: estressada, solitária, carente, imediatista, violenta e neurótica. Divivida em oito esquetes, a comédia traz atores que se desdobram em vários personagens, surpreendendo o público que vai se identificar e rir de si mesmo.

Entre as neuroses retratadas está a de Letícia (Thaíssa Carvalho), que namora Antônio Maurício (Léo Castro) há oito anos e não aguenta mais seu fanatismo pelo Flamengo. Chega ao nível de ter um surto repentino, rasgar a bandeira do time e jogar o boné do Mengão pela janela.

> Neura – Peça. Teatro Gazeta. Avenida Paulista, 900. De sexta (21h), sábado (21h30) e domingo (20h), até 19 de fevereiro. Ingresso na bilheteria: R$ 70 (sexta e domingo) e R$ 80 (sábado).




Diário do Grande ABC. Copyright © 1991- 2017. Todos os direitos reservados