Do Ceará para o Grande ABC

Envie para um(a) amigo(a) Imprimir Comentar A- A A+

Compartilhe:

Karine Manchini <br> Especial para o Diário

 Quem estiver hoje aqui na região e quiser conhecer um grupo bacana – com mais de oito anos de estrada e algo bem intenso na ponta da agulha – pode dar um pulo, assim, sem compromisso, na unidade andreense do Sesc, a partir das 20h. Como atração desta noite estará o Selvagens à Procura da Lei. Fazem parte do repertório do show as principais canções do quarteto, como Brasileiro, Mucambo Cafundó e Massarrara, com ênfase nas 11 faixas de Praieiro, último disco, lançado no ano passado.

O projeto traz desde canções românticas como o reggae nordestino Felina até hits com embasamentos políticos, como Sangue Bom. “Em Praieiro, a gente quis fazer algo diferente do anterior (Selvagens à Procura da Lei, de 2013), testar sons que desde sempre curtimos e explorar ainda mais a nossa brasilidade”, explica ao Diário o vocalista e guitarrista Gabriel Aragão.

Com influências do rock dos anos 1980, como Renato Russo e Cazuza, e do indie rock dos anos 2000, The Strokes e Arctic Monkeys, o Selvagens mistura também pop, reggae e o tão característico ritmo praieiro nos trabalhos. Mesmice realmente não é com eles. “Não gostamos de fazer um disco igual ao outro ou que siga o mesmo estilo. O primeiro (Aprendendo a Mentir, 2011), por exemplo, foi bem mergulhado no indie mesmo. Já o segundo Selvagens à Procura da Lei, de 2013) tinha ar melancólico e até raivoso nas letras”, comenta.

Para este ano, a banda pretende viajar bastante com a TourPraieiro, em especial por cidades como Brasília, Porto Alegre, Manaus e Belém. “Queremos tocar em alguns festivais bem clássicos do País, dos quais ainda não tivemos a chance de participar (eles já marcaram presença em eventos como o Lollapalooza, em 2014) e também aproveitar para fazer um registro ao vivo de tudo. Temos músicas novas, então, talvez uma delas possa ser gravada como single. Por enquanto é certo o lançamento dos clipes de Guetos Urbanos e, em seguida, da música Dois de Fevereiro”.

Além disso, sempre que tem a oportunidade, Gabriel Aragão gosta de relembrar como a Selvagens à Procura da Lei começou na carreira, lá em Fortaleza em 2009. “A gente fazia alguns shows na cidade e tínhamos uma demo bem caseira.” Graças ao talento dos meninos e a ajuda dos fãs, conhecidos por Mucambada, deu tudo certo.

> Selvagens à Procura de Lei – Show. Hoje, a partir das 20h. No Sesc Santo André. Rua Tamarutaca. 302. Tel.: 4469-1200. Ingressos: R$ 10 e R$ 20. Mais no site sescsp.org.br.




Diário do Grande ABC. Copyright © 1991- 2017. Todos os direitos reservados