Mundo da fantasia com lições da vida real

Envie para um(a) amigo(a) Imprimir Comentar A- A A+

Compartilhe:

Vanessa Soares Oliveira

 Diz o ditado que não se deve julgar um livro pela capa e leitores de carteirinha hão de concordar que isso não significa mesmo muita coisa. Tampouco se deve classificar um filme pelo título ou pelo cartaz de divulgação. Apesar do nome e de imagens sugestivas, Sete Minutos Depois da Meia Noite, que chega hoje às telonas, é um desses casos de que nem tudo é o que parece.

Com direção do espanhol Juan Antonio Bayona (O Impossível e Guerra Mundial Z), a história de fantasia adaptada do livro O Chamado do Monstro, de Patrick Ness – que também é responsável pelo roteiro adaptado –, é mais do que um conto infanto-juvenil feita para adolescente. De forma lúdica, é verdade, o longa trata de questões pertinentes a qualquer indivíduo.

Na trama, Conor O''Malley é um garoto de 13 anos que tem um pai ausente, uma avó de quem não gosta muito e a mãe, sua pessoa preferida no mundo, sofre de câncer em fase terminal. Como se não bastasse, é maltratado na escola. Desde que a mãe ficou doente, Conor tem o mesmo pesadelo todas as noites e acorda assustado sempre às 0h07, mesmo horário que uma árvore monstro vem se encontrar com ele para contar e ouvir histórias. Embora as conversas com a árvore tenham consequências negativas, elas ajudam Conor a escapar das dificuldades da vida real.

A sinopse e o trailer não dão a menor ideia do que está por vir. As lições apresentadas na história são um convite à reflexão e um mergulho nas emoções. Talvez por isso, o desfecho seja tão surpreendente, afinal, a única coisa que se espera desde o início é mais um filme de fantasia bonitinho adaptado de um best-seller.

O time de estrelas escolhido por Bayouna para dar vida aos personagens tem Lewis MacDougall (Peter Pan) que brilha do início ao fim na pele de Conor; Lean Neeson que faz a voz do monstro e narra a história, além de Felicity Jones (a mãe), Sigourney Weaver (a avó) e Toby Kebbel (o pai ausente).

LITERATURA
Quem se interessar por Sete Minutos Depois da Meia Noite pode ainda conferir a história que inspirou o filme. O livro, com o mesmo nome (Ed. Novo Conceito, 160 páginas, R$ 26,90, em média), foi lançado no Brasil em novembro com a capa semelhante ao cartaz do filme. Assim como no longa, a história de Patrick Ness, lançada originalmente em 2011, mistura realidade e fantasia para falar sobre sentimentos de perda, medo e solidão, além da coragem e da compaixão necessárias para ultrapassá-los.

Nascido nos Estados Unidos, Ness vive em Londres. Além de A Monsters Call, ele é autor da trilogia Chaos Walking, também aclamada pela crítica. Ao longo de sua carreira, já recebeu diversos prêmios como escritor de ficção para crianças.




Diário do Grande ABC. Copyright © 1991- 2017. Todos os direitos reservados