Destino para voltar

Envie para um(a) amigo(a) Imprimir Comentar A- A A+

Compartilhe:

Marcela Munhoz

São muitos os motivos que levam os turistas a conhecer a Colômbia. E são muitos os motivos também que deixam um gostinho de quero mais em quem lá coloca os pés. Tamara Pedrosa Mendes Cacioli, 39 anos, de São Bernardo, é dessas. Ela visitou Bogotá em 2010. “Superou minhas expectativas. É um país organizado e o atendimento é o melhor da América Latina. Realmente as pessoas são muito educadas. A capital é agitada, cosmopolita e a noite (baladas, bares, restaurantes) é deliciosa”, conta.

Tamara adorou a gastronomia local, que é recheada de pratos que usam ovos e bananas. Ela destaca o ajiaco (sopa com tudo dentro), arroz de coco e patacones (banana-da-terra fina e frita). “Eles misturam muitos ingredientes em um prato só. Um dos meus favoritos é o bandeja paisa”, conta. O bandeja vem com, no mínimo, quatro cebolas, quatro tomates, torresmo, carne moída e seis ovos. A Lechona Tolimense, leitoa assada por dez horas, também costuma arrancar suspiros de quem prova.

De passeios imperdíveis, a profissional de marketing indica Plaza Bolivar, Centro Cultural Gabriel García Márquez, o mercadão de Bogotá e a Catedral de Sal. Localizada na cidadezinha de Zipaquira, perto de Bogotá, fica dentro de uma mina de sal ativa, com esculturas da via crucis esculpidas no caminho até a nave.

Já a andreense Bruna Vicente, 28 anos, escolheu conhecer Cartagena e San Andrés no começo do ano, porque possuem “praias lindas com preço superacessível”, justifica. O mar de sete cores foi o que mais encantou a comerciante. “Me senti abençoada por poder contemplá-lo. É impressionante”. O povo colombiano também agradou a brasileira, que faz apenas uma ressalva: “As pessoas do comércio gostam muito de tirar ‘vantagem’ do turista”.

A comida também agradou Bruna. “Em San Andrés, o restaurante mais famoso é o La Regatta, que serve frutos do mar. É aconchegante e a comida, sensacional.” Em relação aos passeios, o preferido da andreense foi a Isla del Encanto, em Cartagena. “É resort lindo dentro de uma ilha particular. Em San Andrés destaco o trampolim para o mar de West View. Foi emocionante chegar lá embaixo e dar de cara com aquela vista.”

GUIA DE VIAGEM


COMO IR
Avianca e Latam fazem voos diretos saindo de Guarulhos para Bogotá. Os deslocamentos para San Andrés, Cartagena, Medellín e Cali têm uma ou duas escalas, dependendo da companhia. Copa Airlines e Aerolineas Argentinas também atendem estes itinerários, mas igualmente com paradas durante a rota.

CURIOSIDADES
Dinheiro: O peso colombiano é a moeda oficial e R$ 1 equivale a COP$ 909 (pesos colombianos); Há notas de $1.000, $2.000, $5.000, $10.000, $20.000 e $50 mil, e moedas de $50, $100, $200, $500 e $1.000.

Idioma: espanhol;

Visto: brasileiros não necessitam;

Fuso: três horas atrás com relação a Brasília (no horário de verão);
Clima: Por se tratar de país localizado na faixa tropical, a temperatura é constante, mas varia dependendo da região e altitude. Na costa do Caribe a média em Cartagena é de 28ºC. Já nas partes andinas, onde fica a capital Bogotá, pode haver variação entre 9ºC e 19ºC.

Festas: na terceira semana de janeiro, Cartagena recebe o Festival de Música Clássica em diversos pontos turísticos da cidade, com artistas de todo o mundo. A cada dois anos, entre março e abril, Bogotá sedia o Festival Ibero-americano de Teatro com mais de 800 apresentações de 250 grupos teatrais. Em agosto, Medellín é palco da Feira das Flores, que ultrapassa a marca de 140 eventos e até uma parada, chamada Desfile de Silleteros, com mais de 80 tipos de flores;

- Sites oficiais: www.colombia.co; bogota.itamaraty.gov.br; www.policia.gov.co.




Diário do Grande ABC. Copyright © 1991- 2017. Todos os direitos reservados