São Caetano tem encontro para celebrar Roberto Bolaños

Envie para um(a) amigo(a) Imprimir Comentar A- A A+

Compartilhe:

Vinícius Castelli

O que são dois anos de ausência perto da eternidade de todo um legado? Roberto Bolaños, ator mexicano responsável por dar vida a um dos mais queridos personagens da televisão, o Chaves, se despediu em 28 de novembro de 2014, aos 85 anos.

A data da morte é amanhã, mas para lembrar e homenagear o dramaturgo, comediante, ator e ‘pai’ também de Chapolin, entre outros, fãs vão se reunir hoje, a partir das 11h, na Estação Jovem (Rua Serafim Constantino – Piso Superior – Modulo 2 do Terminal Rodoviário Nicolau Delic), em São Caetano. O grupo Solidários del Ocho convida a todos que quiserem participar de brincadeiras relacionadas ao seriado, ver cosplays dos personagens e ouvir as músicas mais famosas da série para o Viva Chespirito: 2 anos sem Roberto Bolaños. A entrada é gratuita.

Jean Chambre, diretor do grupo e organizador do evento, acompanha os seriados vividos por Bolanõs há 22 anos. Ele acredita que o Chaves representa, para qualquer pessoa que dedique alguns instantes do fim de semana para ver ao personagem na TV, momento único de dar risada. “É a hora de esquecer qualquer problema do mundo. Já recebemos relatos de hospitais que usam episódios como terapia para os pacientes, daí o sucesso dos eventos em nesses locais e asilos”, diz ele.

Para Chambre, o Chapolin é outro a ser citado. “Deixou grande exemplo de como enfrentar o medo. Ele está sempre em desvantagem, mas acaba resolvendo os problemas. Isso me marcou muito”, encerra. No Brasil, Chaves está no ar no SBT há mais de três décadas. Foi ao ar pela primeira vez em 1981 e segue vivo.

E O QUICO?
Vira e mexe os atores do seriado dão um pulo no Brasil para encontro com os fãs. No dia 3, o intérprete do Quico, Carlos Villagrán, estará na Comic Con Experience SP, no painel da Paris Filmes. O ator vai falar sobre sua participação no filme Como Se Tornar o Pior Aluno da Escola, inspirado no livro de mesmo nome do andreense Danilo Gentili.




Diário do Grande ABC. Copyright © 1991- 2017. Todos os direitos reservados