Pinacoteca recebe incentivo financeiro do governo do Estado

Envie para um(a) amigo(a) Imprimir Comentar A- A A+

Compartilhe:

Daniel Tossato<br>Do Diário do Grande ABC

 

A Pinacoteca de São Bernardo do Campo foi contemplada no edital de preservação de acervos museológicos do ProAC (Programa de Ação Cultural) do governo do Estado de São Paulo.

 

A instituição receberá o prêmio de R$ 75 mil, a partir de 2017, para investir na reestruturação da reserva técnica, na construção do laboratório de conservação, além da catalogação e armazenamento das 1.382 obras que compõem o acervo do espaço, bem como ações posteriores de exposição, divulgação e ações educativas na região do Grande ABC.

 

O curador do local, Thomaz Pacheco, explicou que o projeto premiado demorou entre dois e três meses para ser concluído e foi realizado por sete pessoas. “Estiveram envolvidos seis funcionários da Prefeitura e uma integrante da sociedade civil, que é uma entusiasta da cultura e das artes”, explicou. Segundo regra do edital, as obras têm de ser executadas dentro de 10 meses.

 

Para Pacheco, o maior benefício que o valor do prêmio trará será a abertura da reserva técnica da Pinacoteca para os munícipes interessados em visitar obras de arte que fazem parte do acervo do museu. “O público terá total acesso, podendo pesquisar sobre obras e artistas consagrados, como Volpi, Tomie Ohtake e Sacilotto por exemplo”, revelou o curador.

 

O profissional ainda lembra que, por ser um prêmio que passará a ser gerida pela próxima administração – Orlando Morando (PSDB) venceu o candidato do atual governo, Tarcísio Secoli (PT) – não há perigo do projeto não ser realizado. “O assunto não foi debatido durante as reuniões de transição, mas o valor envolvido ficará numa conta vinculada ao governo do Estado”, explicou.

 

Segundo explicou Davidson Kaseker, diretor do Sisem-Sp (Sistema Estadual de Museus) e integrante da Comissão de Seleção deste edital.“A Pinacoteca de São Bernardo tem um acervo expressivo, mas não contava com uma reserva técnica adequada. Essa reestruturação deixará o local em condições para abrigar as obras que não estão em exposição. Essa modernização não tem visibilidade para o público, mas é fundamental para preservar este patrimônio”, disse. 




Diário do Grande ABC. Copyright © 1991- 2017. Todos os direitos reservados