Sonho de menina

Envie para um(a) amigo(a) Imprimir Comentar A- A A+

Compartilhe:

Vanessa Ratti

Sonhos sempre merecem esforço, dedicação e muito foco, mesmo os mais raros e difíceis de serem concretizados. Com uma pitada de humor, a atriz Monique Alfradique vive Ilde, menina do Interior do Rio de Janeiro, que sai da sua cidade natal para ir em busca de um desses estranhos sonhos: o de ser secretária do presidente da República, na série A Secretária do Presidente, que estreia terça, às 23h15, no canal pago Multishow.
O papel é o primeiro de Monique como protagonista de uma série, e a atriz comemora a conquista.“Veio em momento muito bacana da minha carreira. Ser protagonista não é fácil, te exige disciplina e dedicação e isso aconteceu. Foram três meses de gravação e muito trabalho”, diz.
HISTÓRIA
Em 15 episódios, que serão exibidos de segunda a sexta, no mesmo horário da estreia, o seriado retrata a trajetória da moça ingênua que vai em busca do seu objetivo, mas acaba se desapontando com a realidade no caminho. “Essa ingenuidade vai fazer com que se decepcione com pessoas ligadas a ela e então resolve mudar sua postura”, conta a atriz ao Diário. A produção, que tem direção de Julia Jordão – a mesma de O Negócio, da HBO –, conta com nomes no elenco como Bento Ribeiro, Cris Nicolotti, Fabio Herford, Gabriel Louchard, Giulia Nadruz, Leona Cavalli e outros.
Além disso, a trama, que tem título político, engana à primeira vista. A atriz garante que o roteiro não passa de ficção. “Claro que alguns casos inspiraram a série”, revela. Mas, segundo ela, o objetivo é levar bom humor para o público, elemento que está em falta atualmente. “Na verdade, acredito que faltam tolerância e leveza para resolver conflitos do dia a dia”.
Por isso, a produção é diferente do humor que o canal oferece em outros programas, que é um pouco mais ‘escrachado’. A Secretária do Presidente faz rir, só que de maneira mais sutil. “ Fugimos do humor caricato e então as situações engraçadas vão surgir a partir da história e da personalidade arisca da personagem”, revela a atriz.
Além disso, para ela, gravar em Brasília foi fundamental para entender esses processos que Ilde sofre no decorrer dos episódios. “Me fez olhar com admiração os anseios da personagem, essa busca interior dela evoluir na vida profissionalmente”, completa.
O novo trabalho possibilitou também novos objetivos à atriz. Ela, que se aventurou em novelas, filmes e peças de teatro, agora pretende embarcar na onda do humor. “O que me interessa são boas histórias, mas confesso que quero fazer cada vez mais humor, mesmo acreditando ser o gênero mais difícil”. 




Diário do Grande ABC. Copyright © 1991- 2017. Todos os direitos reservados