Animação em pauta

Envie para um(a) amigo(a) Imprimir Comentar A- A A+

Compartilhe:

Vanessa Soares

 O avanço da tecnologia abriu os horizontes do universo das animações que, cada vez mais, são apresentadas ao público com perfeição extrema. Para dar maior visibilidade a esse segmento, nasceu, em 1993, o Anima Mundi, festival dedicado à área. O principal objetivo do evento é fortalecer o mercado nacional de animação que, atualmente, é considerado um dos maiores e mais importantes do mundo.

E a edição deste ano em São Paulo, que está sendo realizada desde o dia 2, termina hoje. Durante o período, 400 curtas e longas de vários lugares do mundo, criados a partir de diversas técnicas diferentes, já foram exibidos. Entre as opções para quem deseja aproveitar a programação de hoje está a exibição de longas-metragens como La Tortue Rouge, Murderous Tales e os brasileiros Peixonauta, o Filme, e O Menino e o Mundo, que concorreu ao Oscar na edição deste ano.

Além disso, estão previstas sessões para exibição de curtas-metragens, incluindo horários exclusivos para filmes infantis. As sessões serão realizadas na Cinemateca Brasileira (Largo Senador Raul Cardoso, 207) e na Caixa Belas Artes (Rua da Consolação, 2.423), das 11h às 22h. Os horários e a programação completa estão disponíveis no www.animamundi.com.br.

FESTIVAL
Em mais de 20 anos de história, o Anima Mundi já recebeu cerca de um 1,2 milhão de visitantes em todas as edições. Ao todo, 8.000 filmes de 80 países foram exibidos e cerca de 120 mil pessoas criaram pequenas animações nas oficinas oferecidas durante todo o festival. Além disso, o campeão do Anima Mundi é automaticamente qualificado para disputar a pré-lista do Oscar na categoria animação.




Diário do Grande ABC. Copyright © 1991- 2017. Todos os direitos reservados