Sertanejo de casa

Envie para um(a) amigo(a) Imprimir Comentar A- A A+

Compartilhe:

Vanessa Ratti

 Que o cenário sertanejo não é mais tão masculino já está mais do que comprovado. Basta sintonizar nas principais rádios do estilo para perceber que os sucessos mais pedidos são embalados pela mulherada. Para completar este cenário, a são-bernardense Camila Nogueira chega para representar a região e grava seu primeiro álbum com seis músicas inéditas, no dia 5, no Rancho do Serjão (Av. Kennedy, 792), também na cidade, às 23h.

Movida por influências sertanejas desde a infância, a cantora cresceu indo a shows da mãe, que fazia dupla com a tia. “Elas se apresentavam mais regionalmente e, desde aos 4 anos, acompanhei essa rotina”, conta ao Diário. Além disso, ela também tem raízes em Minas Gerais e Goiás, regiões em que surgiram diversos cantores sertanejos.

Embora as duplas Chitãozinho e Xororó, Leandro e Leonardo e Zezé Di Camargo e Luciano fossem as principais lembranças de Camila, a cantora decidiu firmar carreira solo. “Só quero viver da música porque amo cantar. Foi uma escolha minha seguir sozinha”, revela.

E deu certo. A carreira da artista vai de vento em popa. “Fomos atrás de compositores e temos músicas animadas e românticas neste meu primeiro projeto”. As canções já estão disponíveis no site oficial da cantora (www.camilanogueiraoficial.com.br). Durante a apresentação, a obra física também estará disponível e poderá ser adquirida pelo público.

VÍDEOS

A moça tem canal no YouTube, onde compartilha vídeos em que regravou alguns sucessos, tanto sertanejos como outros estilos. Porém, todos eles têm uma pitada autoral. O objetivo do projeto é mesclar ritmos e inserir batidas de instrumentos mais usados no sertanejo para, então, fazer versões diferentes.

> Camila Nogueira – Show. Dia 5 de novembro, às 23h. No Rancho do Serjão. Avenida Kennedy, 792, em São Bernardo. Ingr.: R$ 20 a R$ 100. Informações pelo site www.ranchodoserjao.com/sbc.




Diário do Grande ABC. Copyright © 1991- 2017. Todos os direitos reservados