São Paulo Fashion Week edição 42: o quarto dia

Envie para um(a) amigo(a) Imprimir Comentar A- A A+

Compartilhe:

Marcela Munhoz

A 42ª edição da SPFW (São Paulo Fashion Week), maior evento de moda do Brasil, chega ao seu quarto dia cumprindo a proposta inicial: levar transformações aos desfiles e exposições. Depois de ter apresentado em sua programação as coleções da La Garçonne, Reinaldo Lourenço, LAB e Lollita, ontem o estilo trans do evento foi pulverizado não só na arena do Ibirapuera, como em outros pontos da cidade. E desta vez, foi a marca Iódice que mostrou suas mudanças na própria fábrica, com o intuito de provocar e questionar suas tendências.

A inspiração da nova coleção veio da Índia. A marca trouxe mistura de urbano com global e um toque punk, valorizando as cores caramelo, avelã, preto e amarelo curry. Peças com brilho, de veludo, com bordados e estampas fizeram parte de toda estética, acompanhadas de sobreposições e acabamentos com metal e espelhos, remetendo aos Ramones e Sex Pitols. O grande destaque ficou por conta das sandálias em veludo com sola de madeira e aplicações de tachas e spikes.

Na moda praia, a coleção da Água de Coco, por Liana Thomaz, foi inspirada na República das Maldivas, país situado no Sudeste da Ásia, e apostou na tendência floral tropical confortável. As estampas de folhagem com as cores verde, amarela, branca e laranja preencheram calças, bermudas largas e jaquetas levinhas. Para os biquínis, a aposta foi o estilo cortininha e tops que cobrem mais a pele. O time de modelos contou com nomes como Carol Ribeiro, Carol Trentini, Isabeli Fontana e Marlon Teixeira, que marca o retorno dos homens às passarelas.

FOI ALÉM
A grande emoção e inovação do dia ficaram a cargo do esperado desfile de Ronaldo Fraga. Com seu estilo sempre ousado, desta vez o estilista optou em levantar a bandeira dos transgêneros e escalou 28 transexuais para desfilarem sua coleção. A ideia era mesmo bater na tecla da igualdade e chamar atenção para dados alarmantes, como o que aponta o Brasil como o país com maior número de assassinatos de transexuais no mundo. “A história do desfile não está nas roupas, está em quem as veste” ressalta Fraga.

Além dos desfiles – que também contou com os de Vitorino Campos, Amir Slama e Osklen – ainda está acontecendo no Shopping JK Iguatemi, o projeto Fio da Meada, que conta com série de conteúdos e tem a presença de grandes nomes nacionais e internacionais do cenário de moda, varejo e consumo. Isabella Fiorentino e Bruna Vieira ficam no espaço Glade SPFW.

A programação segue hoje com os desfiles de Glória Coelho na Faap, Just Kids no Cartel 011, Samuel Cirnansck, Helo Rocha e Ratier na sala do Ibirapuera. Os horários e locais dos eventos estão disponíveis no site http://ffw.uol.com.br/spfw/n42.




Diário do Grande ABC. Copyright © 1991- 2017. Todos os direitos reservados