As peculiaridades de Tim Burton

Envie para um(a) amigo(a) Imprimir Comentar A- A A+

Compartilhe:

Vanessa Soares<br>Do Diário do Grande ABC

 Se tem algo que é praticamente unânime na sétima arte é que nenhum cineasta consegue fazer um mergulho no universo da fantasia como Tim Burton (Alice no País das Maravilhas</CF>, Edward Mãos de Tesoura, A Fantástica Fábrica de Chocolate). Sua ‘identidade’ é tão forte a ponto de ser possível distinguir um filme que tenha sua assinatura logo no começo da trama. Talvez por isso os cinéfilos se dividam em dois grupos: os que o amam loucamente e os que se negam até a morte a passar tanto tempo diante de uma tela para contemplar suas obras.
E mais uma vez ele deixa sua marca em O Lar das Crianças Peculiares, que estreia hoje nos cinemas, em diversas salas na região (confira tabela de horários na página 3)
A adaptação do best-seller de Ransom Riggs O Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares</CF> apresenta tudo aquilo que o diretor faz de melhor.
Na trama, após uma tragédia familiar, Jake vai parar em uma ilha isolada no País de Gales buscando informações sobre o passado desconhecido de seu avô. Investigando as ruínas do orfanato da cidade, ele encontra um fantástico abrigo para crianças com poderes sobrenaturais e decide fazer de tudo para proteger o grupo de órfãos dos terríveis hollows.
Para quem não leu a história contada no livro, o filme não decepciona. No entanto, para os fãs da saga de Riggs, o longa pode deixar a desejar, assim como acontece sempre que um conto literário ganha versão para as telonas. De qualquer forma, esse é um daqueles títulos que valem a pena conferir.
O time de atores que compõem o elenco é de peso. Entre elesestão astros como Asa Butterfield (A Invenção de Hugo Cabret), que dá vida a Jake, o protagonista da trama, Eva Green (Casino Royale), no papel da Srta. Pelegrine, e Ella Purnell (Malévola), como Emma, além de Samuel L. Jackson.




Diário do Grande ABC. Copyright © 1991- 2017. Todos os direitos reservados