David Magila expõe 11 obras sobre universo arquitetônico na OMA

Envie para um(a) amigo(a) Imprimir Comentar A- A A+

Compartilhe:

Vanessa Ratti<br>Especial para o Diário

 Você já passou por algum lugar na correria do dia a dia que merecesse alguns minutos a mais da sua atenção? O artista David Magila já e sente essa necessidade ao esbarrar com algumas obras e estruturas da cidade. Por meio dessa observação traz a exposição Meio-Fio à OMA Galeria (Rua Carlos Gomes, 69), em São Bernardo, até 22 de outubro.
A mostra, que contém 11 obras, entre gravuras, pinturas e desenhos, questiona como a sociedade encara os lugares comuns. “Vivo em São Paulo há muito tempo e busco locais onde a arquitetura está presente, mas as pessoas não notam. Tento achar estruturas não muito sofisticadas, quase ordinárias”, comenta o artista.
Por isso, para ele, a reflexão está por conta do público. “Como são produções que surgem a partir de fotos, preciso ser fiel a essa realidade e as pessoas me ajudam nisso, dizendo o que elas enxergam. Essa troca para mim é muito importante”, diz. A visitação é gratuita e pode ser feita de terça a sexta, das 11h às 19h, e aos sábados, das 10h às 14h.
Magila nasceu em São Caetano e participou de alguns trabalhos em Santo André, mas agora volta à região com mais bagagem. Isso porque ele ganhou prêmios como no 40º Salão de Arte de Ribeirão Preto e o 3º Concurso Itamaraty de Arte Contemporânea, em Brasília. Também tem obras no Museu de Arte de Ribeirão Preto, Casa do Olhar, em Santo André, entre outros. “Muito legal voltar ao Grande ABC para ver novamente os lugares que frequentava e receber amigos para acompanhar a exposição”, revela.




Diário do Grande ABC. Copyright © 1991- 2017. Todos os direitos reservados