Ghost nos palcos

Envie para um(a) amigo(a) Imprimir Comentar A- A A+

Compartilhe:

Miriam Gimenes

Uma das cenas mais emblemáticas da história do cinema é aquela em que Molly Jensen (Demi Moore) está fazendo um vaso de argila e seu marido, Sam Wheat (Patrick Swayze), a ‘ajuda’ ao som de Unchained Melody, de Righteous Brothers. O ano era de 1990 e o filme, Ghost: Do Outro Lado da Vida. Ela agora poderá ser revista, mas em um lugar diferente: em cima dos palcos. É que na quinta-feira, às 21h, estreia Ghost – O Musical, no Teatro Bradesco, em São Paulo. Na versão brasileira, a direção é de José Possi Neto. Segundo ele, a história, embora tenha sido feita há mais de duas décadas, é contemporânea. “Ela mostra o jogo do capitalismo selvagem. O texto é mais atual hoje do que quando foi feito o filme”, diz o diretor.

Assim como no cinema, o musical conta a história do jovem casal Sam (André Loddi) e Molly (Giulia Nadruz), muito apaixonado, que é separado por um assalto que resulta na morte de Sam. Preso neste plano, o espírito dele descobre a verdade por trás de seu assassinato e conclui que Molly está em perigo. Enquanto busca mais pistas e tenta proteger a amada, ele encontra a falsa vidente Oda Mae Brown (Ludmillah Anjos, que já foi finalista do The Voice). Embora ela tenha sido uma fraude por muitos anos, Sam descobre que a mulher realmente pode ouví-lo e pede ajuda para que possa se comunicar com Molly através dela e, assim, alertá-la sobre os riscos que corre.

André diz ser um privilégio interpretar o protagonista do musical. “Além de ser icônico, ele fica em cena o tempo todo. É uma temática universal, de amor e morte, de fácil identificação com o público.” Giulia, acostumada a fazer papéis cômicos em musicais – entre eles Mamma Mia –, diz ter desenvolvido outra vertente de interpretação. “Molly é uma mulher muito forte”, explica. Carl Bruner, o amigo causador da morte de Sam será feito por Igor Miranda. “No palco podemos viver coisas que na vida real não faríamos nunca. Fico até com raiva de mim (risos).” A cena icônica, citada no início do texto, será reproduzida, garante o diretor. “Mas em um contexto diferente do cinema. Quem vier assistir reconhecerá o filme, mas em outra estética.”

> Ghost – O Musical –Teatro Bradesco, no Shopping Bourbon – Rua Palestra Itália, 500. De quinta e sexta-feira, às 21h, sábado, às 17h e às 21h, e domingo, às 16h e às 20h. Ingressos de R$ 30 a R$ 190. À venda na bilheteria ou pelo site www.ingressorapido.com.br. Até 11 de dezembro.




Diário do Grande ABC. Copyright © 1991- 2017. Todos os direitos reservados