Festival de Curtas abre para o público amanhã

Envie para um(a) amigo(a) Imprimir Comentar A- A A+

Compartilhe:

Vanessa Ratti

 Não é de hoje que a arte reproduz a realidade. Artistas e manifestações por meio da dança, teatro e cinema têm tomado cada vez mais espaço nos debates. E o 27° Festival Internacional de Curtas-Metragens de São Paulo promete não ser diferente.Com abertura para o público amanhã, o tema do evento será O Estado do Mundo e abordará questões políticas, sociais e comportamentais presentes no dia a dia da sociedade. O evento, boa oportunidade para conhecer grandes talentos mundiais, é dirigido por Zita Carvalhosa e organizado pela Associação Cultural Kinoforum.

A programação, que é totalmente gratuita, irá até dia 4 e exibirá cerca de 400 filmes de mais de 60 países, em variados espaços da Capital, como o MIS, CineSesc, Cinemateca Brasileira, Espaço Itaú Augusta, Unibes Cultural, Cinusp, Centro Cultural São Paulo e cinco unidades de Ceus participantes do Circuito SPCine – Aricanduva, Butantã, Caminho do Mar, Paz e São Rafael. Entre as atrações principais deste ano está o espanhol Timecode, ganhador do Palma de Ouro em Cannes e dirigido por Juanjo Giménez. A trama traz história de dois seguranças de estacionamento que resolvem quebrar o tédio de seu trabalho.

Entre os 49 títulos brasileiros, na Mostra Brasil, estão produções de 17 Estados. A obra Quem Matou Eloá?, de Livia Perez, é uma delas. A produção exibe e discute a cobertura da mídia televisiva no caso do sequestro em cárcere privado que chocou o Brasil e que aconteceu em Santo André em 2008. O Festival ainda terá o programa O Feminino Plural, que vai abordar questões relacionadas às mulheres. O público também poderá ter contato com três curtas nacionais que estiveram em Cannes neste ano. A Moça que Dançou com o Diabo, Abigail e O Delírio é a Redenção dos Aflitos. Mais informações do evento estão no site www.kinoforum.org/curtas.




Diário do Grande ABC. Copyright © 1991- 2017. Todos os direitos reservados